21 de agosto
Dicas
167 visualizações

Consultoria de sistemas para pequenas empresas

Sabemos que sistemas são utilizados em operações e estratégias de todos os negócios no século XXI. Não obstante é notável a necessidade que a grande maioria dos novos empreendedores manifestam com relação a entender as tecnologias e processos necessários para o crescimento do seu negócio. É por isso que escrevi um outro artigo chamado O que o empreendedor precisa saber sobre software? que pode ajudar nesse entendimento básico.

Existem casos complexos nos processos de desenvolvimento, implantação e manutenção de software e infraestrutura, onde é necessário contratar um expert para analisar problemas, projetar soluções e desenvolver e/ou integrar sistemas. É aí que entra o serviço do profissional que realiza consultoria de sistemas.


Versão em audio do post

Perguntas frequentes


O que é a Consultoria de Sistemas para Pequenas Empresas?

Consultoria, na prática, existe para resolver problemas a partir de expertise, aplicação de metodologias e uso otimizado de recursos a fim de solucionar problemas de negócio.

Durante o processo de consultoria, é implícita a transferência de conhecimento (know-how) do expert sobre o negócio, o que gera processos mais rápidos, custos mais baixos, lucros mais altos, enxuga pessoal e diminui desperdícios.

Por que minha pequena empresa precisa de uma consultoria de sistemas

O Consultor conhece de negócio e tecnologia. Já estudou casos de sucesso e resolveu problemas reais.

Contratar um consultor antes de adotar um grande ERP é recomendável, pois ele pode solucionar o problema com um conjunto de soluções de software que podem até dispensar o investimento em um grande ERP.

O consultor conhece muito bem os fornecedores e as soluções de software e serviços que atendem ao nível de serviço que seu negócio exige.

Quais são os agentes e variáveis enfrentados pela consultoria?

  1. Legislação: O consultor conhece as restrições legais envolvidas nos processos fiscais e direitos do consumidor.
  2. Seu negócio: O mais importante é transmitir seu produto ou serviço claramente, sem erros.
  3. Seu(ou sua) cliente: O principal agente a ser satisfeito. A razão pela qual a consultoria é contratada.
  4. Desenvolvedor(a): O(a) responsável pelas eventuais demandas de sistemas.
  5. Infraestrutura Tecnológica: serviços/plataformas que garantem que seus sistemas, bancos de dados, e aplicativos sejam atendidos 24/7. Exemplos: Amazon, Umbler, Azure, DigitalOcean. Existem também opções de servidores compartilhados de custo mais acessível.

Consultoria para restaurantes: Sistemas cobertos pela consultoria

Suponha que a implantação de um grande ERP seja a solução mais conhecida para o pequeno restaurante da dona Marta. Um processo burocrático, oneroso e caro.

Agora suponha que o consultor sugira a contratação de pequenos softwares como serviço, testados e entregues separadamente e integrados iterativamente:

  1. Fluxo de caixa: O consultor conhece os processos de implantação, leis, dispositivos e sistemas necessários para emitir notas fiscais NF-e.
  2. Folha de pagamento: O consultor conhece os processos e sistemas de conciliação bancária para emissão do holerite.
  3. Gestão de Estoque (Supply Chain): O consultor arquiteta a integração com os sistemas de vendas e notificação de fornecedores em baixo estoque.
  4. Marketing e CRM: Os clientes realizam pedidos via chatbots, mais intuitivos e rápidos que formulários, e recebem cupons de desconto, tudo comunicado via WhatsApp.
  5. Analytics: O consultor projeta dashboards customizados que monitoram comportamento do consumidor e direcionam estratégias de marketing e estocagem.

Bem projetado, não? Enquanto o ERP de um grande fornecedor faria dona Marta refém, levaria meses ou anos para começar a entregar valor para o negócio e retornar o investimento, as pequenas soluções que o consultor sugeriu vão contornar a maneira “engessada” de entrega do grande ERP, resolver apenas e exclusivamente o que dona Marta precisa, com o senso de urgência necessário para investir mais tempo e dinheiro no negócio, integrando soluções de diversos fornecedores.


Entendeu a idéia? Posso te ajudar com isso: Abrir Chat

Um pouco sobre o autor

Matteus Barbosa - Desenvolvedor Web
Trabalho como Desenvolvedor web, no regime MEI PJ (Pessoa Jurídica) seguindo preceitos da legalidade. Para saber da minha experiência, acesse meu Currículo, meu Portfólio, a relação de Referências de Clientes ou ainda a Lista de Serviços. As propostas de serviço são iniciadas com conversas informais, seguidas da coleta de requisitos, elaboração do cronograma e por fim a proposta de orçamento. Todas as etapas são acompanhados de perto via ferramenta online e videoconferências. Os pagamentos são registrados com entrega de notas fiscais. Presto serviços de projeto, desenvolvimento e manutenção de sistemas baseados nos mais diversos frameworks.