17 de fevereiro
Dicas
1170 visualizações

Conciliação bancária via CNAB : cobrança via remessa e retorno

O arquivo de remessa é utilizado por sistemas de instituições bancárias para efetuar cobranças e pagamentos. Este artigo descreve o processo de remessa de cobrança. O processo de remessa para pagamentos será descrito em outro artigo.

O layout do arquivo de remessa de cobrança segue padronização estabelecida pelo CNAB (Centro Nacional de Automação Bancária), órgão técnico da FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos). O gerente do banco responsável pela conta é a pessoa mais adequada para fornecer informações mais precisas a respeito de restrições e instruções sobre o processo. Consulte-o logo na fase de planejamento.


 

Uma das recentes demandas referentes a implementação de uma instância de plataforma para o Ensino a Distância, à qual tenho atendido em horário comercial, exigiu também, entre outras complementares, uma solução que resolvesse a questão do setor financeiro, mais especificamente o de cobranças dos alunos via boleto bancário com registro e depósitos bancários.

 
 

Após garimpar conceitos e sintetizar noções sobre o assunto com profissionais especialistas da área financeira em comunidades do Google Plus, pude compreender que é necessário construir uma espécie de comunicação entre o sistema da instituição de ensino e o sistema da instituição bancária, quando, em uma data específica do mês, o responsável pelo setor financeiro acessa duas interfaces:

  • O painel da instituição bancária;
  • A interface do sistema de cobrança que implantei;

Conciliação Bancária

Processo de conciliação bancária

A Conciliação Bancária envolve quatro tarefas do operador responsável pela cobrança executa procedimentos básicos:

  • Exportação da remessa no sistema CNAB;
  • Importação da nova remessa na página web da instituição bancária;
  • Exportação do retono na página web do sistema da instituição bancária;
  • Importação do retorno no sistema CNAB;

Para regularizar as rotinas de conciliação bancária, entre outras, temos um orgão responsável, a FEBRABAN, que você pode conhecer através do site.

De certa forma, o processo é basicamente o descrito acima. Ciente do objetivo (O QUE FAZER), é necessário responder à pergunta: COMO FAZER?

Devem ser desenvolvidas, basicamente, três funcionalidades, sendo uma para registrar os dados dos boletos no formato padrão, outra para gerar o arquivo de remessa, e a outra para importar o arquivo de retorno (que virá do banco com o status da cobrança). É necessário começar por adequar os dados dos pedidos de acordo com o padrão (layout CNAB de 240 ou 400 posições).

Para gerar a remessa e importar o retorno, a biblioteca do Anderson Danilo dispõe de métodos, mas é necessário criar, no banco de dados, tabelas que se adequem e estejam prontas para armazenar informações de campos especificados no layout CNAB de 240 ou 400 posições adequado ao caso.

Padrão CNAB de 240 ou 400 caractéres?

Varia de banco para banco e depende do tipo de cobrança. A página web de documentação do próprio banco deve especificar o padrão de comunicação utilizado.

Preparação do Banco de Dados

Sabendo qual o layout do banco (CNAB de 240 ou 400 posições) e após fazer o download da biblioteca para conciliação (link do github abaixo), é hora de criar as tabelas e colunas para gerenciar cobranças da remessa e contabilizar os pagamentos recebidos no retorno.

Boletos e débitos


A finalidade real do processo é a realização da cobrança: faturar sobre um produto ou um serviço. Para que isso seja possivel, é necessário registrar uma carteira de cobrança, para endereçar os pagamentos. Você pode gerar os boletos por conta própria, e disponibilizar online a seus clientes, ou delegar a tarefa de envio ao banco, que realiza envio das duplicatas via correios. A primeira é certamente mais recomendada devido ao custo mais vantajoso a longo prazo e diminui a dependência da instituição financeira na realização do processo.

Considerando a escolha da primeira opção, a utilização de uma outra biblioteca conhecida como CobreGrátis – BoletoPHP, que renderiza o layout de boleto, incluindo o código de barras, a partir de informações da cobrança que devem ser fornecidas pelo banco de dados.

Gostou do artigo? Conto com seu feedback no espaço de discussão logo abaixo!

Projeto para criar arquivos de remessas e processar arquivos de retorno no formato CNAB, utilizado nos bancos geralmente para boleto bancário. — Ver no Github

Último commit para o branch master registrado em 06/12/2016

Baixar .zip

Projeto Código-Aberto de Sistema de Boletos bancários em PHP — Ver no Github

Último commit para o branch master registrado em 01/12/2016

Baixar .zip

Automatização nos retornos

Explicando sinteticamente, é possível criar Tarefas Agendadas em qualquer sistema operacional de tal forma que o arquivo de retorno seja enviado via FTP ao servidor do sistema de gestão todo dia em determinada hora do dia, seguido de uma requisição para sinalizar a este sistema que um novo arquivo de retorno está disponível para atualizar a situação das duplicatas.

Um pouco sobre o autor

Matteus Barbosa - Desenvolvedor Web
Trabalho como Desenvolvedor web, no regime MEI PJ (Pessoa Jurídica) seguindo preceitos da legalidade. Para saber da minha experiência, acesse meu Currículo, meu Portfólio, a relação de Referências de Clientes ou ainda a Lista de Serviços. As propostas de serviço são iniciadas com conversas informais, seguidas da coleta de requisitos, elaboração do cronograma e por fim a proposta de orçamento. Todas as etapas são acompanhados de perto via ferramenta online e videoconferências. Os pagamentos são registrados com entrega de notas fiscais. Presto serviços de projeto, desenvolvimento e manutenção de sistemas baseados nos mais diversos frameworks.